BibliotecaHistórico da Biblioteca

A biblioteca do Seminário Concórdia foi fundada em 1912. Contava então com aproximadamente 100 livros. Em 1918 o número de volumes ainda não era muito superior a 200.

A biblioteca começou a crescer de fato após a segunda guerra mundial. Também nesta época, 1948, com a construção do edifício Mahler no antigo Instituto Concórdia em Porto Alegre, ela foi instalada numa sala mais ampla. Em 1952 havia 5.460 volumes e a biblioteca entrou numa nova fase: os livros foram classificados pelo sistema decimal de Dewey (CDD), tarefa encabeçada pelo prof. Johannes H. Rottman. A partir desta época o acervo começou a aumentar significativamente. Em 1984 o Seminário foi transferido de Porto Alegre para São Leopoldo. Uma das aquisições mais importantes, naquela época, foi a edição de Weimar das obras de Lutero. Os primeiros volumes da coleção começaram a chegar a partir de 1959. O empenho do então secretário do Departamento de Missões da LCMS, Rev. Harold Ott, foi muito importante para a aquisição desta coleção e de outras obras importantes.

Outra obra que merece destaque é a coleção “Corpvs Christianorvm” em latim, da década de 1970 e que foi adquirida através de uma campanha realizada no Seminário. Composta de 140 volumes é uma obra riquíssima para a área teológica. Como a biblioteca era uma das poucas no Brasil a ter esta coleção, recebeu visita de teólogos e doutores para consulta.

Em 1961, o Seminário Concórdia participou da fundação da ASTE (Associação dos Seminários Teológicos Evangélicos). Num relato à Convenção da IELB em 1963, o Seminário informava que havia recebido, através da ASTE, a quantia de dois mil dólares, destinados à aquisição de livros para a biblioteca.

Até 1992 , o acervo estava catalogado em fichas datilografadas por ordem alfabética de autor, título e assunto, organizadas em fichário próprio.

A partir de 1992, a bibliotecária Sueli Lange deu início ao processo de informatização do acervo, utilizando o software Winisis. Porém este processo se deu somente até o ano de 1994. Sendo assim, apenas uma parte do acervo foi informatizada.

No início do ano de 2003, o Seminário Concórdia de São Paulo foi extinto e todo o acervo de cerca de 20.000 volumes foi transferido para a biblioteca do Seminário em São Leopoldo, somando um total de 25.000 volumes, aproximadamente.

Atualmente a biblioteca encontra-se em fase de informatização, pois em abril de 2003, a ULBRA - Universidade Luterana do Brasil, cedeu uma de suas bibliotecárias para informatizar o acervo no software ALEPH, a fim de fazer parte do cátalogo on-line da rede de bibliotecas da ULBRA.

Situando nossa biblioteca em relação a outras biblioteca teológicas evangélicas do Brasil, podemos dizer que ocupamos uma posição de destaque.

Grande parte do acervo é composto por livros estrangeiros, especialmente de idioma inglês e alemão, o que requer do estudante o conhecimento razoável destes idiomas.

Como não poderia deixar de ser, a maior parte do acervo é composto por obras teológicas, mesmo assim, os campos da filosofia, psicologia e ciências sociais estão bem representados.

Além do acervo em livros, a biblioteca também conta com cerca de 200 títulos de periódicos teológicos, quase todos provenientes de permuta e doação. Alguns destes títulos continuam chegando à biblioteca regularmente e outros, especialmente os de idioma alemão, tiveram a remessa cancelada por motivos diversos, como por exemplo, a falta de uma política de permuta continuada ou pelo fato do periódico não estar sendo mais publicado.

Também faz parte do acervo da biblioteca, materiais especiais (audiovisuais), como fitas de vídeo, CD ROM’s e fitas K7.

Aspecto que merece destaque, ao se falar em biblioteca do Seminário Concórdia, é a seção de obras raras. São perto de 15 livros editados no século XVI (entre 1500-1600) e mais de 400 editados nos séculos XVII e XVIII (entre 1600-1800). Estas obras possuem acesso restrito, somente para consulta e pesquisa local devido ao seu grande valor histórico-cultural. Destacam-se as seguintes obras: “Pericopae” de Filipe Melanchton, amigo e companheiro de Lutero na Reforma, obra impressa em 1544, e a “Kirchenpostilla” (exposição das epístolas e evangelhos) escrita por Lutero, impressa por Hans Lusst em Wittenberg no ano de 1547, bem como o “Corpus Doctrinae Christianae” de Filipe Melanchton, editado em 1572. Estes livros tão preciosos e raros foram doados ao Seminário por pessoas do exterior, especialmente Estados Unidos, inclusive por fundadores da IELB.

Um caso a ser mencionado é o do prof. E.A.W. Kraus, ex-professor do Concórdia Seminary de St. Louis, já falecido, que doou sua biblioteca particular para nosso Seminário.

 

Entre em contato conosco

Avenida Getúlio Vargas, 4388, B. São João Batista, São Leopoldo, Rio Grande do Sul - 93022-422

Mantenedora

IELB logomarca
© Todos os direitos reservados - Seminário Concórdia, 2019.

Search